Twitter response:
Bom para Criança

Tag: animação

Meu Amigãozão e o Livro Mágico | 5+

A série de animação brasileira que já faz o maior sucesso lançou agora um jogo para celular de Realidade Virtual que funciona com o óculos CardBoard. É muita inovação!

meu-amigaozao-e-o-livro-magico-ea7561-h900

Acho que todo mundo já conhece a série “Meu Amigãozão”, que faz o maior sucesso no Discovery Kids, não é? A série 100% brasileira lançada em 2010 foi, junto com Peixonauta, uma das primeiras séries de animação nacional, fruto do trabalho de Andrés Lieban e André Breitman que são um dos pioneiros desta indústria no Brasil.

Como a inovação é uma das característica deste time de artistas empreendedores, a dica de hoje é sobre um aplicativo de Realidade Virtual que eles acabaram de lançar para celular e que conhecemos durante o Rio Content Market, uma feira de conteúdos promovida pela ABPITV em março de 2016.

Neste jogo super interativo, as crianças embarcam em uma aventura com o Golias, o Bongo e a Nessa em busca de maças para a festa que eles estão organizando. Você pode controlar o voo da nave com os movimentos do celular ou com o óculos de Realidade Virtual CardBoard.

O desafio é pegar o máximo de maças que você conseguir! Mas cuidado para não bater nas borboletas ou nos obstáculos no meio do caminho. O jogo tem três fases e, no final, as crianças chegam em uma festa no parquinho.

Untitled-4

Sobre o aplicativo

Este jogo para celular permite controlar os comandos com o acelerômetro do celular ou utilizando o óculos de Realidade Virtual CardBoard. Este é um tipo de óculos desenvolvido pelo Google que é feito com papelão e você pode comprar um aqui.

O jogo está disponível para download na Google Play para smartphones Android e na Apple Store para iPhone.

MEU AMIGÃOZÃO E O LIVRO MÁGICO

Público-alvo: 5+
Download na Apple Store para iPhone e na Google Play para smartphones Android.
Valor: Grátis na Apple Store e US$ 0,99 na Google Play

PARA CONVERSAR COM AS CRIANÇAS

  • Vocês viram que esse jogo é diferente? Ao invés de você controlar com a mão, você controla ele com os movimentos da cabeça e dos olhos. Muito legal, não é? Aproveite para explicar para o seu filho o que é Realidade Virtual, um universo imersivo que permite você interagir com objetos que só existem no mundo digital.
  • Explore também a percepção do seu filho para o cenário e os objetos do jogo. Peça a ele para descrever como é o caminho, o que ele encontra, como ele faz para desviar dos obstáculos e coletar as maças, se ele encontrou o Golias, o Bongo e a Nessa. É importante observar como a criança consegue perceber esse cenário 3D, se ela consegue interagir com os objetos e se ela tem uma relação positiva com esse tipo de tecnologia.

por Silvia Dalben

História de um urso | 5+

E o Oscar vai para… este curta-metragem chileno ganhador da estatueta de melhor curta metragem de animação demonstra como é possível contar uma história triste e sobre traumas para as crianças, partindo de um ponto de vista lúdico e com uma identidade estética que representa a América Latina.

bear-story

O filme brasileiro “O menino e o mundo” não ganhou o Oscar este ano. Indicado na categoria de melhor longa metragem de animação, já era esperado este resultado tendo em vista que ele competia com outros dois candidatos favoritos ao prêmio: “Divertida Mente” da Pixar, que levou a estatueta, e “Shaun, o carneiro”, da Aardman Animation. Mas só a indicação já foi um grande prêmio para Alê Abreu, e um feito inédito que significa muito para a animação brasileira.

Agora, pelo menos para mim, a grande surpresa da noite foi a vitória de “A história de um urso” na categoria de melhor curta metragem de animação. Produzida pelo estúdio chileno Punk Robot, esta animação levou para o Chile a primeira estatueta da história do país e desbancou nada menos do que outro candidato da Pixar, o curta “Sanjay’s Super Team”.

A dica desta semana é então especial, pois a vitória deste curta e a indicação do longa brasileiro colocam de vez a animação produzida na América Latina no mapa do cinema mundial.

O curta “História de um urso” se baseia na história do avô do diretor que ficou dois anos preso durante a ditadura de Pinochet e depois se exilou na Espanha e na Inglaterra.

Contada em formato de fábula e através de metáforas, o filme tem como eixo principal um realejo que retrata a história de um pai urso que é sequestrado por agentes fardados, afastado de sua família e obrigado a trabalhar em um circo junto com outros animais.

A saudade apertava, e o pai urso nunca esqueceu sua família. Um dia ele então toma coragem e resolve fugir do circo com sua bicicleta, logo após um número em um espetáculo. Ele consegue andar rápido e se afastar dos agentes fardados que o perseguiam. E enfim reencontra a sua esposa e o seu filho.

Apesar de ter como pano de fundo uma história dramática e triste, que retrata as feridas da ditadura chilena que são muito próximas da realidade também vivida pelo Brasil e pela Argentina, as escolhas estéticas e de narrativa tornam este filme leve e próprio para as crianças.

Sobre a animação

O curta “História de um urso” é produzido pela Punk Robot, uma produtora de animação chilena que também está por trás da série de animação “Flipos”, disponível no Netflix.

Uma das coisas que mais se destacam no filme é a delicadeza da trilha-sonora, inspirada no som dos realejos, e as ações dizem por si só, o que descarta diálogos e torna a história universal, sem a necessidade de tradução e acessível para todos os públicos.

A direção de arte abusou dos tons sépia, fazendo referência a fotografias antigas e recordações de família. A história da ditadura na América Latina já terminou há algum tempo, e muitos dos protagonistas dessa luta talvez hoje já sejam avós, o que justifica uma representação nostálgica de uma história que nunca será esquecida pela América Latina.

HISTÓRIA DE UM URSO
Público-alvo: 5+ | Para todas as idades
Curta metragem produzido pelo estúdio chileno Punk Robot e vencedor do Oscar 2016 de melhor curta metragem de animação
Duração: 10’18” | Disponível no Youtube

Para conversar com as crianças

  • É importante também ensinarmos para as nossas crianças sentimentos como tristeza, saudade, melancolia. Um dos temas que podem ser abordados depois de assistir essa história é perguntar porque o Papai Urso ficou triste. Ele está com saudades do filhinho dele? Você tem saudade de alguém? No final, o papai urso reencontra a sua família?
    • Um outro tema que pode ser abordado é a questão de manter os animais em jaulas, como explorado em muitos circos. Isso é legal? Onde os animais queriam estar? Eles estão tristes ou felizes? É certo manter os animais presos?

    por Silvia Dalben

Mundo Bita | 2+

Sucesso no Youtube e no Netflix, Bita é um personagem carismático que tem um bigode laranja e usa sempre uma cartola. As animações se destacam pelas músicas originais e pelas ilustrações com traços simples e coloridos que se aproximam do universo infantil.

bita-e-os-animais

A Galinha Pintadinha foi o primeiro sucesso brasileiro feito para crianças a fazer sucesso no Youtube, e vários artistas e animadores brasileiros tentaram seguir o mesmo caminho com outros projetos depois dela. Mas nenhuma dessas iniciativas pós-Galinha Pintadinha se destacaram tanto e alcançaram tanto sucesso como o Mundo Bita, produzido por um grupo de amigos pernambucanos desde 2011.

Um dos grandes destaques do Mundo Bita é a originalidade das músicas, que não são velhas conhecidas do público brasileiro e nem por isso perdem o interesse das crianças e de seus pais. Os arranjos tem um “Q” de Música Popular Brasileira, com muito violão e percussão suave. E o mais legal é que Chaps Melo, que criou o personagem Bita e idealizou todo o projeto, é também o cantor e o compositor das músicas, criações inspiradas nas suas filhas.

Outro destaque para esta produção são os desenhos com traços simples que se aproximam do universo infantil, e sempre muito coloridos, com cores vivas e alegres.

A motivação para a criação do Mundo Bita surgiu em 2011, quando Chaps Melo se tornou pai e começou a questionar a qualidade das produções brasileiras de conteúdo para criança. Na busca por um tema para decorar o quarto de sua filha, ele acabou optando por desenhar um personagem, e foi assim que surgiu o Bita, esse personagem carismático e gordinho, com um vasto bigode laranja e uma cartola, e que está sempre acompanhado dos amiguinhos Tito, Lila e Dan.

Sobre a animação

Mundo Bita é uma criação da produtora Mr. Plot e possui três séries de vídeos musicais – “Bita e os animais”, “Bita e as brincadeiras” e “Bita e o nosso dia”- além de mais de vinte aplicativos para celulares e tablets, e um curta-metragem.

Os vídeos são exibidos no intervalo do Discovery Kids e também fazem muito sucesso no Youtube e no Netflix, além da venda de DVDs. O maior sonho da equipe da Mr. Plot é criar uma série com 52 episódios para a TV.

MUNDO BITA
Vídeos musicais compostos pela série Bita e os animais e Bita e as brincadeiras
Público-alvo: 2+ | Crianças em idade pré-escolar
Onde passa: Youtube, Netflix, Discovery Kids e também disponível em DVD
Veja mais: www.mundobita.com.br e www.youtube.com/MundoBitaVEVO/videos

Para conversar com as crianças

  • Os primeiros vídeos da série Mundo Bita, que são os vídeos com mais visualizações no Youtube, tinham como temática os animais. Os pais podem aproveitar essas músicas para ensinar as crianças o nome dos bichinhos, pedindo para elas encontrarem os peixinhos na música “No fundo do mar”, ou perguntarem onde está o macaco e o leãozinho na música “Como é verde na floresta”.
  • No Mundo Bita, também temos vídeos sobre aqueles hábitos que sempre temos que insistir no dia a dia para ensinar para as crianças, como tomar banho, trocar de roupa, hora de papar. Os vídeos podem ser usados como uma forma lúdica para ensinar as crianças esses hábitos sem se tornar repetitivo.
  • Por fim, a nova série de vídeos do Mundo Bita sobre as brincadeiras é uma boa oportunidade para estimular as crianças a brincar em grupo, se sociabilizar, e ensinar a elas alguns jogos simples e super divertidos, como soltar pipa, brincar de pega pega, de boneca, jogar bola, desenhar.

por Silvia Dalben

The Hive | 3+

Esta série de animação super fofa se passa em uma colmeia e tem como personagens principais as abelhas, além dos diversos amigos insetos. As histórias retratam situações comuns presentes na vida de uma criança em idade pré-escolar, como a família, ter irmãos, a amizade, a escola, as brincadeiras no parquinho. É muito legal e as crianças adoram!

4181311

As aventuras são protagonizadas por Zumzum, uma abelhinha de 5 anos muito fofa, um pouco tímida também, que sempre se envolve em enrascadas e conta com a ajuda dos amigos e de sua irmã mais velha, a Nely, para resolver os mais variados problemas. Ele mora com seus pais na grande colmeia do jardim, e também tem uma irmã mais nova, a Bebelha.

The Hive retrata em cada um dos episódios os mais variados sentimentos e dilemas presentes nos primeiros anos de vida de uma criança. De forma positiva e delicada, os personagens aprendem a lidar com sentimentos como o medo, o ciúme, a competição, a disputa, a perda de algum objeto. E encontram soluções para os mais variados problemas, pois nem sempre as coisas saem exatamente como esperamos.

Os cenários e as relações entre os personagens são o ponto alto da narrativa desta série de animação. Elas representam lugares e situações comuns ao universo infantil e ajudam a criar a empatia com o público que se identifica com as histórias. Os cenários alternam entre a casa de Zumzum, o parquinho onde ele se encontra com os amigos, a escola e a mercearia onde vai comprar ingredientes para ajudar a mamãe a preparar comidas muito gostosas.

Sobre a animação

The Hive é uma série de animação Britânica produzida em parceria com várias produtoras – DQ Enterteinment, Lupus Films, Monumental Productions, Picture Production Company, Hive Enterprises and Bejuba! Entertainment. Estreou em 2010 nos canais Disney Junior, Tiny Pop e CTIV. Possui duas temporadas com 78 episódios de 7 minutos. No Brasil, está disponível no Netflix.

THE HIVE

Público-alvo: 3+ | Crianças em idade pré-escolar
Duas temporadas com 78 episódios de 7 minutos
Onde passa: Netflix

Para conversar com as crianças

  • Assistindo The Hive, os pais podem conversar com seus filhos sobre os mais diferentes insetos. Você gosta de insetos? Eles são fofinhos? Você gosta de observá-los? Brincar com eles? Você tem medo de algum inseto?
  • Outro ponto que pode ser abordado são os relacionamentos. Como é a vida do Zumzum? Ele tem uma família? Ele gosta das irmãs dele? Sente ciúmes da irmã mais nova? O Zumzum tem amigos? Ele gosta de brincar no parquinho?
  • E também é uma oportunidade para chamar a atenção das crianças para a solidariedade, as responsabilidades de cada um, as diversas profissões de cada inseto, como elas se complementam e são importantes para todos. Qual a profissão de cada personagem? O Zumzum ajuda seus pais em casa? O que ele faz? Ele ajuda a cuidar da Bebelha? Compra ingredientes para sua mãe preparar comidas gostosas?

por Silvia Dalben

Mouk | 3+

Viajar é muito bom, não é? Nesta série de animação francesa, dois pequenos personagens super fofinhos viajam para vários lugares lindos do mundo a bordo de suas bicicletas, e apresentam para as crianças várias paisagens, costumes, curiosidades, sempre conhecendo novas pessoas e fazendo amizades em todos os lugares.

15832-series-header

Mouk é uma série de animação francesa protagonizada por dois personagens super fofinhos – o Mouk e o Chavapa – que gostam de viajar pelo mundo a bordo de uma bicicleta e descobrindo muitas coisas novas, além de sempre fazerem novas amizades por onde passam.

Cada episódio começa com Mouk e Chavapa em algum lugar ao redor do mundo conversando pela internet com seus outros dois amigos, Popo e Mita, que ficaram em casa, e eles apresentam o lugar onde estão e todas as coisas que estão descobrindo.

É bom lembrar que a bicicleta é um ícone da cultura francesa, muito conhecida pelo Tour de France e por várias rotas para viajantes a bordo da “magrela”.

A cada episódio, Mouk e Chavapa apresentam as particularidades de um determinado lugar no mundo, com suas paisagens, suas características de vegetação e clima, seus personagens e ícones da cultura. O desenho animado também estimula as crianças a serem curiosas, sociáveis, estimulando-as a se aventurarem s sempre descobrirem coisas novas.

Um dos pontos que mais se destacam nesta série é a narrativa, que busca passar uma mensagem super positiva para as crianças, mostrando que apesar das diferenças de costumes e culturas dos diversos povos e países do mundo, todos são iguais, inclusive os animais.

Sobre a animação

Mouk é uma série de animação produzida pela Milimages, uma produtora audiovisual francesa de destaque na produção de várias séries de TV e longas-metragens e uma vasta experiência com conteúdos infanto-juvenis.

A série foi lançada em 2011 e conta com duas temporadas e 104 episódios produzidos, tendo os personagens viajado para países como os Estados Unidos, Marrocos, Austrália, Madagascar, Canadá, Egito, Argentina, Finlândia, Grécia, Venezuela, Índia, Vietnã, China, Japão, Senegal, Algéria.

E o Brasil também foi um dos destinos escolhidos! No episódio Goal da primeira temporada, Mouk e Chavapa conhecem uma garotinha apaixonada por futebol em uma visita ao Rio de Janeiro e um passeio bem gostoso à praia.

MOUK
Público-alvo: 3+ | Crianças em idade pré-escolar
Lançamento: 2011 | 2 temporadas e 104 episódios
Onde passa: Netflix | A série estreou no canal France 5 e no Disney Junior no Reino Unido, entre outras emissoras ao redor do mundo

Para conversar com as crianças

  • Na hora de assistir a esta série de animação junto com a sua criança, é legal estimular ainda mais a sua curiosidade, observando como elas percebem as diferentes características geográficas apresentadas e trazendo novos elementos para as crianças compreenderem melhor o que é apresentado na televisão.
  • Um dos exemplos é observar as diferentes paisagens, clima e vegetação dos países visitados por Mouk e Chavapa, como a neve, a floresta, a praia. Como nossos filhos percebem isso e como eles reagem a essas diferentes paisagens? O que eles aprendem? Será que eles já conseguem distinguir o onde está frio e onde está calor?
  • Um outro ponto muito interessante desta série é o estímulo a fazer novas amizades. A cada episódio, Mouk e Chavapa conhecem várias pessoas novas e são apresentados para culturas diferentes. O que será que nossos filhos podem tirar desta experiência? O Mouk fez um novo amigo? E o que eles gostam de fazer juntos? Eles gostam de brincar? Eles gostam de viajar?

por Silvia Dalben

Puffin Rock | 3+

A dica desta semana é a nova série de animação lançada pelo Netflix em setembro, que conta a história de uma família de papagaios do mar e as aventuras de Oona e de seu irmão caçula Baba explorando uma pequena ilha na Irlanda.

puffin-rock-print

Oona, uma jovem papagaio do mar, mora em uma linda ilha na Irlanda, junto com seus pais e seu pequeno irmão Baba. As histórias contam as aventuras de Oona e Baba descobrindo coisas novas e explorando o mundo, junto com seus pais e vários amigos.

Oona e Baba são muito curiosos e, a cada episódio, aprendem alguma coisa nova relacionada ao universo científico, como uma espécie de animal diferente, seus hábitos, costumes, a Superlua, um ovo misterioso, etc. Os temas discutidos estimulam as crianças a terem uma atitude curiosa e pró-ativa, criando uma relação positiva com o processo de aprendizagem.

Outro ponto de destaque da série Puffin Rock é a forma como a série aborda os relacionamentos entre a família e os amigos, sempre reforçando de forma positiva a amizade, o companheirismo, o afeto, o carinho, o amor. E neste universo, a relação de carinho e cuidado da irmã mais velha Oona com o irmão mais novo Baba é sempre muito retratada.

Histórias sobre a amizade, o afeto, o cuidado são importantes de serem trabalhadas com crianças da faixa etária pré-escolar, quando elas vivem suas primeiras experiências de sociabilização e começam a compreender melhor seus sentimentos, afinidades, amizades. Ao retratar a relação de Oona e Baba, Puffin Rock também dá um exemplo positivo para as crianças que também possuem um irmão mais novo, e as vezes passam por crises de ciúme.

Sobre a animação

Puffin Rock é uma série de animação produzida na Irlanda pelo estúdio Cartoon Saloon, também responsável pela produção dos filmes “Secret of Kells” e “Song of the Sea”.

Utiliza técnica de animação 2D e pintura digital, e as narrativas são contruídas a partir do diálogos entre os personagens e inserções de um narrador. A trilha-sonora instrumental é um outro ponto forte dos episódios, num ritmo tranquilo que ajuda as crianças a se acalmarem antes de dormir.

PUFFIN ROCK
Público-alvo: 3+ | Crianças em idade pré escolar
Onde passa: Netflix
1ª temporada: 39 episódios de 7 minutos |2ª temporada prevista para 2016

 
PARA CONVERSAR COM AS CRIANÇAS

  • Para explorar os assuntos trabalhados pela série, as famílias podem conversar com as crianças sobre o que os personagens Oona e Baba aprenderam explorando a pequena ilha onde moram. Que outros animais moram lá? Eles são amigos? Aqui perto da nossa casa, também há animais iguais aos que moram na ilha?
  • Outra questão que os pais podem conversar com seus filhos é sobre a relação entre irmãos de Baba e Oona. O que eles gostam de fazer juntos? Quais brincadeiras eles mais gostam? Como é a relação de Oona com seu irmão mais novo?
  • Por fim, a experiência de Oona e Baba explorando a pequena Ilha na Irlanda pode servir de exemplo para você estimular a curiosidade de seu filho, convidando-o a explorar o mundo que o cerca. Que tal observar o jardim de sua casa, ou a rua durante o caminho até a escola? Que animais podemos encontrar nesse percurso? Cachorrinhos, borboletas, minhocas, largatixas…

por Silvia Dalben