Twitter response:
Bom para Criança

Tag: brasil

Meu Amigãozão e o Livro Mágico | 5+

A série de animação brasileira que já faz o maior sucesso lançou agora um jogo para celular de Realidade Virtual que funciona com o óculos CardBoard. É muita inovação!

meu-amigaozao-e-o-livro-magico-ea7561-h900

Acho que todo mundo já conhece a série “Meu Amigãozão”, que faz o maior sucesso no Discovery Kids, não é? A série 100% brasileira lançada em 2010 foi, junto com Peixonauta, uma das primeiras séries de animação nacional, fruto do trabalho de Andrés Lieban e André Breitman que são um dos pioneiros desta indústria no Brasil.

Como a inovação é uma das característica deste time de artistas empreendedores, a dica de hoje é sobre um aplicativo de Realidade Virtual que eles acabaram de lançar para celular e que conhecemos durante o Rio Content Market, uma feira de conteúdos promovida pela ABPITV em março de 2016.

Neste jogo super interativo, as crianças embarcam em uma aventura com o Golias, o Bongo e a Nessa em busca de maças para a festa que eles estão organizando. Você pode controlar o voo da nave com os movimentos do celular ou com o óculos de Realidade Virtual CardBoard.

O desafio é pegar o máximo de maças que você conseguir! Mas cuidado para não bater nas borboletas ou nos obstáculos no meio do caminho. O jogo tem três fases e, no final, as crianças chegam em uma festa no parquinho.

Untitled-4

Sobre o aplicativo

Este jogo para celular permite controlar os comandos com o acelerômetro do celular ou utilizando o óculos de Realidade Virtual CardBoard. Este é um tipo de óculos desenvolvido pelo Google que é feito com papelão e você pode comprar um aqui.

O jogo está disponível para download na Google Play para smartphones Android e na Apple Store para iPhone.

MEU AMIGÃOZÃO E O LIVRO MÁGICO

Público-alvo: 5+
Download na Apple Store para iPhone e na Google Play para smartphones Android.
Valor: Grátis na Apple Store e US$ 0,99 na Google Play

PARA CONVERSAR COM AS CRIANÇAS

  • Vocês viram que esse jogo é diferente? Ao invés de você controlar com a mão, você controla ele com os movimentos da cabeça e dos olhos. Muito legal, não é? Aproveite para explicar para o seu filho o que é Realidade Virtual, um universo imersivo que permite você interagir com objetos que só existem no mundo digital.
  • Explore também a percepção do seu filho para o cenário e os objetos do jogo. Peça a ele para descrever como é o caminho, o que ele encontra, como ele faz para desviar dos obstáculos e coletar as maças, se ele encontrou o Golias, o Bongo e a Nessa. É importante observar como a criança consegue perceber esse cenário 3D, se ela consegue interagir com os objetos e se ela tem uma relação positiva com esse tipo de tecnologia.

por Silvia Dalben

Sago Mini Space Explorer | 3+

Neste aplicativo da Sago Mini, as crianças podem explorar o espaço guiando um cachorro-astronauta em uma aventura por planetas, estrelas, foguetes, satélites, robôs e ETs.

maxresdefault-1

Os aplicativos da Sago Mini são sempre uma boa dica para ensinar as crianças a explorar a interatividade de forma lúdica, divertida e positiva. Similar ao Ocean Swimmer, o aplicativo Space Explorer também é um endless game onde os pequenos interagem com Harvey – um cachorro-astronauta – em uma aventura entre planetas, estrelas, foguetes, satélites, robôs e ETs.

Desenvolvido especialmente para crianças em idade pré-escolar, este aplicativo é super simples, sem regras nem instruções. Com apenas o toque dos dedos, as crianças viajam com Harvey pelo cenário e encontram algumas bolinhas amarelas que indicam os locais onde ele pode interagir com os objetos.

Ao aproximar Harvey desses pontinhos amarelos, surgem animações engraçadas como um abraço em um robô, um picnic interestelar, um marshmallow sendo aquecido pelo Sol, um planeta que solta um pum! (Lógico que esse é o favorito do meu filho de três anos.)

O jogo começa com uma animação de uma casa com uma antena parabólica no telhado e, quando as crianças tocam nela, aparece Harvey com seu capacete de astronauta flutuando em direção ao espaço. Ao encostar o dedinho em Harvey, o jogador vai indicando a direção de seus movimentos, descobrindo por conta própria os vários objetos espalhados por este cenário sem fim.

Sago Mini é um aplicativo que estimula a criatividade e a imaginação das crianças que, a cada brincadeira, contam uma nova história.

Sobre o aplicativo

A Sago Mini é uma empresa canadense que desenvolve aplicativos para crianças, tendo sempre como premissa estimular a criatividade, a experimentação e a auto-expressão. Os aplicativos desenvolvidos pela empresa são sempre muito coloridos, com boas animações, uma pitada de humor, trilha-sonora e sound effects impecáveis. Sem regras e instruções, eles permitem que os pequenos se divirtam de forma livre e sem a necessidade de assistência dos pais.

SAGO MINI SPACE EXPLORER
Público-alvo: 4+ | Crianças em idade pré-escolar
Disponível para download na Google Play por R$ 2,50 e na iTunes Store por US$ 2,99.

PARA CONVERSAR COM AS CRIANÇAS

  • Este é um jogo que estimula muito a criatividade. Para explorar ainda mais as possibilidades, peça para as crianças contarem uma história ao longo da brincadeira, narrando as ações do cachorrinho e as animações que acontecem ao longo do cenário.
  • Você também pode pedir para seu filho identificar os objetos do cenário, como planetas, estrelas, satélites, e aproveitar para explicar para que serve cada um deles. Mostrar para ele que o cachorro está usando um capacete porque no espaço ele não consegue respirar, por exemplo, e que ele flutua porque lá não existe gravidade.

por Silvia Dalben

Universidade das Crianças | 4+

Mas por quê? Sabe aquelas perguntas intermináveis que as crianças formulam e deixam a gente sem resposta? Muitas delas podem ser respondidas pelo projeto Universidade das Crianças

universidade_criancas

A curiosidade infantil não tem limites, e as crianças têm um jeito único de olhar para as coisas que as vezes deixam nós, pais, encabulados. Como buscar respostas para os infindáveis questionamentos? E porque sim não é resposta!

Inspirada nesse problema, a pesquisadora Débora d’Ávila, da UFMG, criou o projeto Universidade das Crianças há dez anos e busca encontrar respostas para as várias perguntas feitas por crianças, transformando o conteúdo em um site, em livros, programas de rádio e vídeos de animação.

www.universidadedascriancas.org

Para muitas destas perguntas, a ciência tem uma resposta, e para outras não. Mas o mais importante é estimular nas crianças a dúvida e os questionamentos, motivando-as a testar, experimentar,e fazer novas perguntas.

No site, é possível navegar num vasto banco de dados com várias perguntas feitas por crianças do mundo todo, e algumas destas perguntas deram origem a pílulas de rádio e a vídeos de animação super fofos.

Recentemente, o projeto também lançou dois volumes da coleção “Que cegonha o quê!”, livros que explicam de maneira didática e bem divertida como nascem os bebês, passando pelas diferenças entre meninos e meninas e chegando até a explicações sobre genética e DNA.

Sobre o Universidade das Crianças

Este é um projeto de extensão do Instituto de Ciências Biológicas e do Núcleo de Divulgação Científica da Universidade Federal de Minas Gerais, desenvolvido desde 2006, que tem como missão transmitir às crianças a paixão pela ciência e levá-las a conhecer e a cuidar de seu próprio corpo.

A coordenação do projeto é da professora Débora d’Ávila, e envolve também vários pesquisadores, professores, alunos e artistas, como Fabiano Bomfim e Marcela Werkema, diretores dos vídeos de animação.

Falando um pouco sobre metodologia, o projeto começa com visitas às escolas, e as crianças são estimuladas a fazer perguntas sobre o corpo humano e o meio ambiente, que são colocadas em uma caixa lacrada. Ao receberem a caixa, os pesquisadores, alunos e professores buscam respostas para as perguntas e voltam à escola para uma oficina, onde vão discutir as questões apresentadas.

As respostas das perguntas dão origem a textos que são publicados no site www.universidadedascriancas.org. E algumas destas perguntas e respostas são gravadas e se transformam em programas de rádio veiculados pela Rádio UFMG Educativa e em curtas-metragens de animação. Os vídeos são também traduzidos para inglês e espanhol, e já ganharam prêmios em vários festivais ao redor do mundo.

O projeto é financiado pela Proex-UFMG, pela FAPEMIG e pelo CNPQ.

UNIVERSIDADE DAS CRIANÇAS

Público-Alvo: 4+ | Crianças que já despertaram para os questionamentos infantis e gostam sempre de perguntar o por quê das coisas para pais e professores
Todo o conteúdo do projeto está reunido no site www.universidadedascriancas.org
Os vídeos também podem ser vistos no canal do projeto no vimeo: https://vimeo.com/unicriancas

PARA CONVERSAR COM AS CRIANÇAS

  • A minha sugestão é mostrar para o seu filho primeiramente os vídeos, para ver que reação ele vai ter. Aproveitar esse primeiro contato para perguntar se ele também tem essas mesmas dúvidas, se ele ficou surpreso com a resposta, e estimulá-lo a fazer novos questionamentos.
  • A segunda etapa, para os já alfabetizados, é mostrar o extenso banco de dados de perguntas feitas por crianças disponível no site. Ensinar as crianças a navegar pelas perguntas e mostrar que as mesmas dúvidas que elas têm, uma criança do outro lado do mundo também tem.
  • A terceira etapa seria estimular o seu filho a participar do projeto, formulando e enviando suas próprias perguntas através do site.

por Silvia Dalben

Mundo Bita | 2+

Sucesso no Youtube e no Netflix, Bita é um personagem carismático que tem um bigode laranja e usa sempre uma cartola. As animações se destacam pelas músicas originais e pelas ilustrações com traços simples e coloridos que se aproximam do universo infantil.

bita-e-os-animais

A Galinha Pintadinha foi o primeiro sucesso brasileiro feito para crianças a fazer sucesso no Youtube, e vários artistas e animadores brasileiros tentaram seguir o mesmo caminho com outros projetos depois dela. Mas nenhuma dessas iniciativas pós-Galinha Pintadinha se destacaram tanto e alcançaram tanto sucesso como o Mundo Bita, produzido por um grupo de amigos pernambucanos desde 2011.

Um dos grandes destaques do Mundo Bita é a originalidade das músicas, que não são velhas conhecidas do público brasileiro e nem por isso perdem o interesse das crianças e de seus pais. Os arranjos tem um “Q” de Música Popular Brasileira, com muito violão e percussão suave. E o mais legal é que Chaps Melo, que criou o personagem Bita e idealizou todo o projeto, é também o cantor e o compositor das músicas, criações inspiradas nas suas filhas.

Outro destaque para esta produção são os desenhos com traços simples que se aproximam do universo infantil, e sempre muito coloridos, com cores vivas e alegres.

A motivação para a criação do Mundo Bita surgiu em 2011, quando Chaps Melo se tornou pai e começou a questionar a qualidade das produções brasileiras de conteúdo para criança. Na busca por um tema para decorar o quarto de sua filha, ele acabou optando por desenhar um personagem, e foi assim que surgiu o Bita, esse personagem carismático e gordinho, com um vasto bigode laranja e uma cartola, e que está sempre acompanhado dos amiguinhos Tito, Lila e Dan.

Sobre a animação

Mundo Bita é uma criação da produtora Mr. Plot e possui três séries de vídeos musicais – “Bita e os animais”, “Bita e as brincadeiras” e “Bita e o nosso dia”- além de mais de vinte aplicativos para celulares e tablets, e um curta-metragem.

Os vídeos são exibidos no intervalo do Discovery Kids e também fazem muito sucesso no Youtube e no Netflix, além da venda de DVDs. O maior sonho da equipe da Mr. Plot é criar uma série com 52 episódios para a TV.

MUNDO BITA
Vídeos musicais compostos pela série Bita e os animais e Bita e as brincadeiras
Público-alvo: 2+ | Crianças em idade pré-escolar
Onde passa: Youtube, Netflix, Discovery Kids e também disponível em DVD
Veja mais: www.mundobita.com.br e www.youtube.com/MundoBitaVEVO/videos

Para conversar com as crianças

  • Os primeiros vídeos da série Mundo Bita, que são os vídeos com mais visualizações no Youtube, tinham como temática os animais. Os pais podem aproveitar essas músicas para ensinar as crianças o nome dos bichinhos, pedindo para elas encontrarem os peixinhos na música “No fundo do mar”, ou perguntarem onde está o macaco e o leãozinho na música “Como é verde na floresta”.
  • No Mundo Bita, também temos vídeos sobre aqueles hábitos que sempre temos que insistir no dia a dia para ensinar para as crianças, como tomar banho, trocar de roupa, hora de papar. Os vídeos podem ser usados como uma forma lúdica para ensinar as crianças esses hábitos sem se tornar repetitivo.
  • Por fim, a nova série de vídeos do Mundo Bita sobre as brincadeiras é uma boa oportunidade para estimular as crianças a brincar em grupo, se sociabilizar, e ensinar a elas alguns jogos simples e super divertidos, como soltar pipa, brincar de pega pega, de boneca, jogar bola, desenhar.

por Silvia Dalben

Buuu – Um chamado para a aventura | 6+

Nessa série, os fantasmas não querem fazer medo nas crianças. Eles querem é convidá-las a participar de uma missão científica no Instituto Butantan, e juntos eles vão viver uma grande aventura e descobrir um segredo milenar.

capa

As férias estão só começando e os pais de Carlinhos e Casca decidem levá-los para passear no Instituto Butantan, onde eles encontram as amigas Isadora e Chica. Na visita, eles se deparam com o fantasma do avô de Carlinhos e Casca, que se chama Reginaldo e é amigo de outros três pesquisadores famosos brasileiros: Carlos Chagas, Vital Brasil e Paul Ehrlich.

O fantasma desses quatro pesquisadores fazem parte de uma sociedade secreta, a Serum Immunitas, e ao se encontrarem com as crianças, pedem ajuda para que juntos eles consigam cumprir uma importante missão: descobrir em uma pirâmide subterrânea enterrada no Instituto Butantan os elementos que compõem o Soro da Imunidade.

Com tempo de sobra por causa das férias, Carlinhos, Casca, Isadora e Chica embarcam nessa aventura e descobrem a pirâmide na parte externa do Instituto, onde terão acesso para um túnel interligado que dá acesso a outros lugares do mundo onde pesquisadores famosos também tentaram descobrir a fórmula secreta do Soro da Imunidade, como Leonardo da Vinci.

A cada episódio, a geek Chica ajuda seus amigos com dicas que encontra navegando na internet em seu tablet. E as crianças entram e saem do túnel, sempre descobrindo coisas novas e fazendo consultas aos pesquisadores fantasmas do instituto.

Nessa aventura, eles ainda acabam conhecendo outros personagens, como o gorila azul Simi, que sempre ajuda as crianças, e a zumbi Kiki, que como toda adolescente, quer contrariar os pais e não se alimenta de pessoas.

Veja entrevista com Paula Taborda, gerente de programação do Gloob

Sobre a série

Buuu – Um chamado para a aventura é uma série de animação produzida no Brasil pelo canal de TV a cabo Gloob e pela produtora Casablanca. A primeira temporada estreou em março de 2015 e conta com 25 episódios de 24 minutos, exibidos diariamente no canal, o programa com maior audiência do Gloob este ano.

Buuu é uma série em live action filmada no Instituto Butantan e nos estúdios da Casablanca. Conta ainda com animação 3D, stopmotion, chroma key, bonecos e maquetes, misturando várias técnicas de efeitos visuais. Foi filmada com câmeras 4K e tem algumas cenas com drone.

Buuu – Um chamado para a aventura

Público-alvo: Crianças entre 6 e 9 anos
A primeira temporada da série com 25 episódios de 24 minutos estreou em março de 2015 e a segunda temporada está sendo gravada.
Onde passa: De segunda a sexta-feira às 16h30 no Gloob | Também disponível em VOD no Net Now e na Globosat Play.

Para conversar com as crianças

  • Um dos pontos interessantes da série Buuu é a possibilidade de divulgação científica entre as crianças, contando um pouco da história de grandes pesquisadores brasileiros. É legal aproveitar essas inserções da série para conversar com os seus filhos sobre o que é ciências, o que os cientistas fazem, e se eles também não querem fazer alguma pesquisa e descobrir alguma coisa nova.
  • É legal também conversar com as crianças sobre a amizade e a importância do trabalho em equipe. Para vencer os desafios, Carlinhos, Casca, Isadora e Chica precisam de contar com a ajuda um dos outros, e se tornam grandes amigos. E seu filho: quem são os amigos que ele gostaria de convidar para uma missão científica como essa? Quem são os amigos que ele gostaria de viver juntos uma aventura?

por Silvia Dalben

O Show da Luna| 4+

Esta série de animação 100% brasileira conta a história de uma menina de 6 anos super curiosa e apaixonada por ciências. Ela, seu irmão Júpiter, de 3 anos, e o furão de estimação Cláudio usam o quintal de sua casa para fazerem muitos experimentos, formularem hipóteses e encontrarem respostas para as mais várias perguntas.

LUNA_Still_03

O Show da Luna é uma série de animação produzida no Brasil e protagonizada por uma garotinha de 6 anos que é apaixonada por ciências! Luna acha que o Planeta Terra é um laboratório gigante e, estimulada por sua curiosidade infantil, tenta descobrir como as coisas funcionam, sempre com a ajuda de seu irmão Júpiter, de 3 anos, e o furão de estimação Cláudio.

Como toda criança curiosa e cheio de dúvidas e por quês, este trio formula a cada episódio perguntas sobre como funcionam as coisas e procuram as respostas sempre usando métodos científicos como a formulação de hipóteses, experimentos, observação e conclusão. Não basta só fazer perguntas! Eles estimulam as crianças a ir além e descobrirem os segredos escondidos no nosso mundo.

Por que será que o abacaxi não tem sementes? E por que os nossos dentes caem e nascem outra vez? Perguntas simples e complexas ao mesmo tempo de serem respondidas, que fazem parte do cotidiano de toda criança.

Para fazerem os experimentos, Luna conta com a ajuda do AHA, um equipamento supertecnológico que funciona como uma câmera, um computador, uma lente de aumento e uma caixa de som. Ela sempre carrega o AHA e um bloquinho de notas em suas aventuras, para registrar todas as suas pergunta e descobertas.

E uma das coisas mais interessantes da história é que, muitas vezes, os experimentos não são conclusivos, e dúvida leva a outras tantas perguntas e uma vontade muito grande de descobrir coisas novas, envolvendo questões de física, química, botânica, zoologia, astronomia, paleontologia. Um desenho super educativo para as crianças sem ser chato!

Veja a entrevista com Célia Catunda, diretora de “O Show da Luna”

Sobre a animação

O Show da Luna é uma série de animação 100% brasileira produzida pela TV PinGuim, a mesma produtora por trás da série Peixonauta, com direção de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo. São 26 episódios de 11 minutos que passam na TV Brasil, no Discovery Kids, e também é exibido nos Estados Unidos pelo canal Sprout da NBC e em Portugal pelo canal SIC. A música também é um ponto alto da narrativa, e tem a direção de André Abujamra.

O SHOW DA LUNA
Público-alvo: 4+ | Crianças em idade pré-escolar
A série estreou em 2014, já está em sua 2ª temporada e conta com 61 episódios finalizados.
Onde passa: TV Brasil de segunda a sexta às 9h30 e reprise às 13h43 + Discovery Kids de segunda a sexta às 11h e às 20h

Para conversar com as crianças

  • Um dos pontos a ser abordado com as crianças é sobre as descobertas, aproveitando as perguntas e os temas levantados por Luna e seus amigos para estimular as crianças a aprender coisas novas, fazer perguntas e aguçar a curiosidade. Você gosta de descobrir coisas novas? Qual o seu tema favorito? Você quer aprender mais sobre ele? Aproveite temáticas como astronomia e paleontologia para buscar outros vídeos e conteúdos relacionados na internet para explorar com o seu filho.
  • Como uma boa cientista, Luna possui muitas ferramentas legais, como binóculo, luneta, telescópio, microscópio. Tente explorar ferramentas como essa que você possui em casa, e criar brincadeiras envolvendo esses objetos com o seu filho, descobrindo coisas novas na sua casa, no quintal, na rua, no bairro onde moram.
  • Outra curiosidade bem legal é que os amigos de Luna tem nomes que lembram cientistas famosos, como o carteiro Edson (Thomas Edison) e o padeiro Nilton (Isaac Newton). Que tal aproveitar essa “deixa” e contar para o seu filho a história desses cientistas e de suas descobertas?
  • A série também traz exemplos muito legais de vida: Luna e Júpiter aparecem comendo comidas saudáveis, o pai deles possui uma horta bem legal em casa e é ele quem cozinha, a mãe aparece trabalhando em um notebook. Esta é uma série que apresenta exemplos que fogem ao estereótipo sexista, com um ponto de vista mais contemporâneo. A protagonista é uma menina que sonha em ser cientista, e não usa roupas cor-de-rosa. Ela por exemplo tem um pijama fofo com a ilustração de um átomo!

Que sejam produzidas mais histórias assim para nossas crianças!

por Silvia Dalben