Twitter response:
Bom para Criança

Tag: cinema

História de um urso | 5+

E o Oscar vai para… este curta-metragem chileno ganhador da estatueta de melhor curta metragem de animação demonstra como é possível contar uma história triste e sobre traumas para as crianças, partindo de um ponto de vista lúdico e com uma identidade estética que representa a América Latina.

bear-story

O filme brasileiro “O menino e o mundo” não ganhou o Oscar este ano. Indicado na categoria de melhor longa metragem de animação, já era esperado este resultado tendo em vista que ele competia com outros dois candidatos favoritos ao prêmio: “Divertida Mente” da Pixar, que levou a estatueta, e “Shaun, o carneiro”, da Aardman Animation. Mas só a indicação já foi um grande prêmio para Alê Abreu, e um feito inédito que significa muito para a animação brasileira.

Agora, pelo menos para mim, a grande surpresa da noite foi a vitória de “A história de um urso” na categoria de melhor curta metragem de animação. Produzida pelo estúdio chileno Punk Robot, esta animação levou para o Chile a primeira estatueta da história do país e desbancou nada menos do que outro candidato da Pixar, o curta “Sanjay’s Super Team”.

A dica desta semana é então especial, pois a vitória deste curta e a indicação do longa brasileiro colocam de vez a animação produzida na América Latina no mapa do cinema mundial.

O curta “História de um urso” se baseia na história do avô do diretor que ficou dois anos preso durante a ditadura de Pinochet e depois se exilou na Espanha e na Inglaterra.

Contada em formato de fábula e através de metáforas, o filme tem como eixo principal um realejo que retrata a história de um pai urso que é sequestrado por agentes fardados, afastado de sua família e obrigado a trabalhar em um circo junto com outros animais.

A saudade apertava, e o pai urso nunca esqueceu sua família. Um dia ele então toma coragem e resolve fugir do circo com sua bicicleta, logo após um número em um espetáculo. Ele consegue andar rápido e se afastar dos agentes fardados que o perseguiam. E enfim reencontra a sua esposa e o seu filho.

Apesar de ter como pano de fundo uma história dramática e triste, que retrata as feridas da ditadura chilena que são muito próximas da realidade também vivida pelo Brasil e pela Argentina, as escolhas estéticas e de narrativa tornam este filme leve e próprio para as crianças.

Sobre a animação

O curta “História de um urso” é produzido pela Punk Robot, uma produtora de animação chilena que também está por trás da série de animação “Flipos”, disponível no Netflix.

Uma das coisas que mais se destacam no filme é a delicadeza da trilha-sonora, inspirada no som dos realejos, e as ações dizem por si só, o que descarta diálogos e torna a história universal, sem a necessidade de tradução e acessível para todos os públicos.

A direção de arte abusou dos tons sépia, fazendo referência a fotografias antigas e recordações de família. A história da ditadura na América Latina já terminou há algum tempo, e muitos dos protagonistas dessa luta talvez hoje já sejam avós, o que justifica uma representação nostálgica de uma história que nunca será esquecida pela América Latina.

HISTÓRIA DE UM URSO
Público-alvo: 5+ | Para todas as idades
Curta metragem produzido pelo estúdio chileno Punk Robot e vencedor do Oscar 2016 de melhor curta metragem de animação
Duração: 10’18” | Disponível no Youtube

Para conversar com as crianças

  • É importante também ensinarmos para as nossas crianças sentimentos como tristeza, saudade, melancolia. Um dos temas que podem ser abordados depois de assistir essa história é perguntar porque o Papai Urso ficou triste. Ele está com saudades do filhinho dele? Você tem saudade de alguém? No final, o papai urso reencontra a sua família?
    • Um outro tema que pode ser abordado é a questão de manter os animais em jaulas, como explorado em muitos circos. Isso é legal? Onde os animais queriam estar? Eles estão tristes ou felizes? É certo manter os animais presos?

    por Silvia Dalben

O Balão Vermelho | 7+

Este curta metragem francês lançado em 1957 pelo diretor Albert Lamorisse conta uma história atemporal da amizade entre um garoto e seu balão vermelho.

0512-Tombe1

 

O Balão Vermelho (The Red Balloon) é um clássico curta metragem francês que conta a história de um menino e seu balão vermelho, com uma narrativa de poucos diálogos que o torna um filme atemporal e universal.

Tendo como cenário Paris nos anos 1950, o jovem menino Pascal encontra um grande balão vermelho atado a um poste de luz e decide desamarrá-lo. Neste momento, inicia uma forte ligação entre o garoto e o balão, que passeiam juntos e brincam pelas ruas da cidade. A cada cena, o balão ganha vida e personalidade, sendo um personagem tão real quanto o garoto.

Apesar de ser indicado para crianças de 7 anos, este filme atrai a atenção também de crianças mais novas, que se identificam com a pureza e envolvente história de um menino e seu balão. Já as crianças maiores conseguem entender melhor a narrativa e compreendem de uma forma mais profunda bullying sofrido por Pascal, quando este é perseguido por um grupo de crianças determinado a capturar e destruir o balão.

O BALÃO VERMELHO

Duração: 34 minutos
Lançamento: 1957
Diretor: Albert Lamorisse
Gênero: Drama
Prêmios: Vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original (1956), do Grande Prêmio do Festival de Cinema de Cannes e de Melhor Filme Educativo da Década em 1968.

PARA CONVERSAR COM AS CRIANÇAS

  • Este é um filme bem antigo, filmado há muitos anos atrás. Como é possível perceber isso? Como eram as crianças na época do filme? E a escola? Os meninos estudavam separados das meninas? Como eram as roupas da época? E os meios de transporte?
  • Qual a moral deste filme? Que conclusões podemos chegar depois de assisti-lo? Como era a relação do menino e seu balão? É correto a atitude do grupo de meninos que queria capturar o balão? O que acontece no final?

 

por Silvia Dalben